Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010

Divagações noturnas

Imagem
A chuva se derrama constante e ritmada, posso sentir o cheiro da terra molhada.
Observando através de minha janela, as folhas que brilham na negritude noturna, sinto-me calma e silenciada.
Os pensamentos vem e vão, no fluxo das dúvidas. Dúvidas, Dúvidas... E minhas certezas onde estão?
Perdi-as, elas que eram traços da minha personalidade.
Ansiosamente quero inventá-las, para amar ou odiar, enfim, sentir com a mesma intensidade de outros tempos, pois,os tempos de hoje, são de incertezas.
Ouvindo os ruídos da chuva e observando a paisagem noturna, me deparo com essas escolhas que podem modificar o caminho e o curso de minha vida.
Mas o que é a vida?
Não ambiciono controlá-la. Quem me dera entendê-la. Mas, me basta sentí-la.
Sentindo-a, pulsando, esperança e saudade me invadem.
A esperança é combustível para os sonhos e a saudade fruto das boas recordações e do espaço imenso que o amor  ocupa em mim.
Mas, o que é o amor?
Fruto divino? da imaginação? da imagem? da sensibilidade? da since…

Inútil

Imagem
Uma sombra projetada na parede
É o espectro de um ser
Que nega as obrigações
E apenas contempla,
Inutilmente contempla a própria sombra.
Vendo o tempo passar relativamente,
Se desfaz.

Esses dias

Imagem
Um emaranhado de sonhos
E fio do tempo que se desenrola
Tão breve
Tão breve...
Mas, eternizado na memória
Como as doces recordações
Desses dias que me espacapam entre os dedos
E não voltam.
Desses dias que me fazem e desfazem
Acalentando o meu espírito
Declarando esperanças.

Buscando Sentido

Imagem
Ficaria satisfeita se conseguisse ao menos entender, chego a pensar que nasci com algum defeito de fabricação. O problema continua sendo esse vazio que me acompanha, mas, pode ser que a sabedoria e o amor possam me libertar, no entanto, me parece que o desenvolvimento integral se torna impossível em uma sociedade injusta e que coisifica o ser humano.
Não estou reclamando da vida, seria mesquinho demais.
Estou apenas buscado sentido.
E me consolo com as palavras de um curinga de um livro maravilhoso: "se nosso cérebro fosse tão simples a ponto de podermos entedê-lo, seríamos tão tolos que continuaríamos sem entedê-lo".
Quando observo a natureza e as outras pessoas, percebo o quanto a vida é mágica e misteriosa. Mesmo que não consigamos desvendar todos os mistérios e que as dúvidas ainda nos causem angústias, precisamos nos arriscar, viver com intensidade, mesmo que isso não seja tão racional quanto o que é exigido e que todos digam que você não pode construir seus alicerces e…

Fluir

Imagem
Minhas várias faces
Antigas versões revisadas
Abandonadas no passado
Se revolvem.
Essas vozes gritam em meus ouvidos
Me expulsando de mim.
Ocupam todo o espaço
Proferem palavras desconexas.
Observo a discução, alheia
Isso já deixou de ser um monólogo, a muito tempo.
Elas se acalmam, se dirigindo novamente a mim
Em sussurros me aconselham.
Subverto-as.
Vocês não sabem o que quero.
Sei que está tudo tracafiado em algum lugar, escondido.
E a noite me silencia
A noite as silencia.
Sinto apenas o fluxo dos meus desejos
Fluindo
Apenas fluindo-me.
Apenas você fluindo em mim
Apenas você fluindo em mim
Fluindo...
Apenas você.