Recordações



O vento gélido e ruidoso que me acompanha nesta noite sombria,
Revela-me, sem nenhuma linearidade, inúmeras recordações.

A intensidade desses pensamentos representa a convulsão de sentimentos que me entorpecem.

Por que essa dor ceifa meus sonhos?

Essa dor me torna covarde.

O silêncio invade meu quarto:

Silêncio absurdo.

Sem palavras

Sem lágrimas

Sem sorrisos

Sem vida.

Desesperadamente indago:

Como pode um ser que ama viver sem amor?

Não pode, não há como e nunca haverá!

Quero paixões que alimentem meu corpo e meu espírito,

Quero sorrisos sinceros de amores singelos

Que assumem diversas formas.

Que me seduzem e me fazem querer sempre mais e mais amor.

Quero amar de diversas formas os diversos amores:

Amores amigos, amores confidentes, amores antigos e amores eternos.

Quero amar de forma única:

O Amor com fórmula  infinita e transcendental.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Encerramento

Efêmero?